top of page

Os desafios da automação em concreteiras e como superá-los

Nesta era moderna e tecnicamente avançada, a adoção de tecnologia e automação em diversos setores industriais, além de ser conveniente, é necessária. A indústria de concretagem, sendo uma das mais vitais para a construção civil, também está reconhecendo a necessidade de se adaptar a este cenário em rápida mudança. Embora a promessa de eficiência aumentada e custos reduzidos seja envolvente, seu início pode enfrentar diversos obstáculos.

Então, quais são os desafios da implementação da automação em concreteiras e como as empresas podem superá-las para obter os benefícios da automação? Vamos identificar e discutir algumas das dificuldades mais comuns e oferecer possíveis soluções.



Os principais desafios da implementação da automação em concreteiras 


automação em concreteiras 

Automatizar processos é uma estratégia cada vez mais adotada por concreteiras em busca de eficiência operacional e redução de custos. No entanto, essa transição para a automação não está isenta de desafios significativos. 


Desde questões técnicas, até obstáculos relacionados à resistência cultural e treinamento de equipe, examinaremos, a seguir, os entraves que podem surgir durante esse processo de modernização. 


  • Falta de conhecimento técnico

Um dos maiores desafios na implementação da automação em concreteiras é justamente a falta de conhecimento e competência técnica. Os níveis de habilidade e a familiaridade com a tecnologia varia consideravelmente entre as equipes. Algumas podem encontrar dificuldades em adaptar-se a novos processos e sistemas, enquanto outras podem ser resistentes à mudança.

Solução: Escolher um sistema de automação e de gestão que tenha interfaces amigáveis e que seja pensado na ergonomia de cada usuário. Os treinamentos complementam a solução, pois um funcionário que entende o que está acontecendo fica mais motivado e engajado. E ter um suporte profissional quando necessário também dá conforto aos operadores.


  • Desconhecimento dos benefícios da automação

Outra barreira é que muitos dentro da indústria podem simplesmente não perceber os benefícios e vantagens que a automação pode trazer. A desinformação ou falta de compreensão faz com que a automação seja vista como um custo desnecessário ou até arriscado.

Solução: Para combater este problema, é fundamental educar todos os funcionários, desde os trabalhadores até a gestão, sobre os benefícios da automação. A eficiência melhorada, a redução de erros e custos e o aumento da produção devem ser claramente comunicados.



  • Custo de implementação

Muitas vezes, a automação requer um investimento inicial significativo. Este custo pode ser uma grande barreira para algumas concreteiras, que buscam justificar tal gasto.

Solução: Lembrar que a automação é um investimento que pode se pagar em alguns meses ou em 1 minuto. Enquanto o custo inicial parece ser elevado, a qualidade do produto final é o que há de maior valor dentro da concreteira. O retorno em velocidade, eficiência e custos vem em alguns meses, porém um erro humano pode pagar a automação em 1 minuto.


  • Interrupção das operações

Implementar a automação pode causar disrupções temporárias nas operações enquanto os novos sistemas são instalados e a equipe é treinada para lidar com a nova tecnologia.

Solução: Contratar uma equipe de eletricistas e uma empresa de automação que realizam instalação, parametrização e treinamentos no menor tempo possível, e em horários alternativos, reduzirá drasticamente o tempo parado. A implantação da automação requer desligamento da rede elétrica por segurança e isso pode levar entre 4 e 7 horas dependendo da organização do painel. Fora este tempo, é possível realizar operações manuais e parcialmente automáticas até que a parametrização e treinamentos estejam 100%. 


  • Atualização da infraestrutura existente

Muitas concreteiras operam com equipamentos e sistemas desatualizados. Integrar automação, nestes cenários, pode ser um desafio significativo. As principais exigências para implantar o sistema de automação são a conectividade com as balanças e/ou hidrômetros presentes na usina e um painel elétrico organizado. Na maioria das vezes, não é necessária qualquer modificação mecânica, a não ser para instalação de novas balanças.

Solução: Em alguns casos, é necessário investir na atualização ou substituição do sistema de pesagem existente. No entanto, algumas automações modernas são projetadas para serem compatíveis com diferentes sistemas, simplificando esse processo. Antes de contratar, envie fotos da sua usina para um especialista de automação para verificar a compatibilidade. Em alguns casos, o sistema de pesagem pode parecer compatível por foto, mas estar danificado internamente, também necessitando a substituição do indicador de pesagem.




O caminho para a automação em concreteiras


O primeiro passo para o sucesso na implantação da automação, bem como em qualquer mudança de paradigma dentro da empresa, é o proprietário entender as vantagens da mudança. A segurança, a redução de custos e o maior controle operacional são as que iniciam logo no primeiro dia de utilização.


O segundo passo está na governança corporativa e cultura da empresa. O proprietário irá se beneficiar de controle e segurança, mas o operador que vai utilizar o sistema todos os dias precisa estar alinhado com a cultura, além de entender que a rastreabilidade das cargas também é sua responsabilidade e que é providencial para o crescimento e controle dos processos internos.


Dados os dois primeiros passos, basta encontrar o melhor fornecedor de automação que atenda todas as suas necessidades e que resolva os desafios acima da melhor maneira possível, e com preços que fazem sentido.


A Kartrak criou o sistema Kmix para descomplicar a implantação da automação. Sendo fundada por um concreteiro com mais de 30 anos de experiência e engenheiros de automação que já entregaram projetos de escala no Brasil e no mundo, sua missão é fornecer um serviço revolucionário em automação para concreteiras.


como fazer automação em concreteiras 

Como discutimos ao longo deste artigo, ao abordar questões como a falta de conhecimento técnico, problemas de infraestrutura e interrupções operacionais, as concreteiras podem tornar a transição para a automação muito mais viável. Embora possa ser necessária paciência e investimento, os resultados recompensam a empresa com maior eficiência, produtividade e capacidade de competir numa indústria cada vez mais tecnológica. 


Assumir esses desafios é um passo essencial para o futuro da construção. Veremos cada vez mais a automação desempenhando um papel fundamental na indústria de concretagem, e as empresas que se adaptarem agora estarão na vanguarda deste novo horizonte.


Então, se você está procurando uma forma de otimizar a sua concreteira, fale com a Kartrak hoje mesmo e conheça o Kmix.

Enquanto isso, aproveite para ler nosso artigo “Como a automação está colocando as centrais dosadoras de concreto em outro nível”, que também está disponível em nosso blog. 

Comments


bottom of page