A Era da Informação e o rumo da conectividade, entenda os conceitos que definem a Indústria 4.0

Muito se ouve falar a respeito desta nova tendência da era da informação; o empresário está fadado a investir no novo, ou estará arriscando os seus negócios frente à concorrência mais ágil e modernizada, proporcionada pelo maior rendimento.


A Indústria nasceu em uma revolução tecnológica, no século XIV, com a invenção da máquina a vapor, se reinventou com o fordismo e outras técnicas de produção em chão de fábrica e recentemente chocou o mundo com a introdução da robótica e da automação na produção de peças. Mas agora com os novos adventos da Tecnologia da Informação acreditamos estar prontos para dar mais um passo de avanço, evolutivo, na história industrial.



Fazendo um breve resumo histórico da era da informação: houve a época em que os dados eram armazenados em fitas, bobinas e outras tecnologias, ou seja, sequer eram digitalizados, obtinham-se leituras analógicas e controlava-se através de atuadores também analógicos, normalmente não automatizados.


Em seguida os dispositivos evoluíram, passou-se a adotar mais lógicas digitais e menos bobinas e relés, porém o foco da automação industrial ainda era totalmente local. Então toma-se o primeiro passo de integração industrial, quando surgem as redes locais e com isto a possibilidade de verticalização dos dados; aqui já se inicia uma grande evolução, permitindo a troca de informações entre as camadas da manufatura: chão de fábrica, TI, gerência e planejamento passam a compartilhar e fornecer dados entre si, no que passou a ser denominado modelo CIM (Computer Integrated Manufacturing).


Com a ideia de Internet das Coisas, em que cada dispositivo (atuador, sensor, smartphone, geladeira, televisão e aqui não temos limites de exemplos) está conectado à rede transmitindo informações em tempo real, que devem ser armazenadas em um formato totalmente novo de Banco de Dados, tem-se necessidade de armazenamento não-relacional, em Big Data, possibilitando também o desenvolvimento da tão falada Inteligência Artificial.


A Indústria 4.0, agrega uma nova camada no modelo da manufatura, para que de fato tenhamos uma produção totalmente digital. Esta nova camada é na verdade uma bomba de novas tecnologias e conceitos que abrem inúmeras (e muitas ainda inexploradas) possibilidades.


Integração, Real-Time, Internet of Things, Orientação a Objetos, Computação na Nuvem, Big Data, Inteligência Artificial, Blockchain… É possível ficar horas citando as tecnologias que vêm sendo incorporadas na Indústria 4.0 e também no dia a dia do ser humano, em todas as esferas, muitas vezes imperceptivelmente.


As próximas postagens abordarão assuntos relacionados a Indústria 4.0 como: Internet das Coisas, Cloud Computing e Big Data. São três novos conceitos que vem acompanhados de muita tecnologia e expectativa, eles também podem ser considerados "lemas" da indústria do futuro.

© KARTRAK 2016 

  • Facebook
  • Instagram
logo kartrak-01.png