Cloud Computing - esqueça os servidores locais


Segundo um levantamento recente da Frost & Sullivan, 92% das companhias latino-americanas já usam serviços em nuvem (pública ou privada). Isso já era esperado para o momento. Boa parte dos serviços que são utilizados por essas companhias são: o compartilhamento de arquivos, gestão de equipe de vendas externas a distância, uso de assinatura eletrônica e peticionamento online, veja bem, não há como fazer essas coisas se você ainda salva arquivos localmente (como fazia na década de 90).


O novo conceito organizacional agora passa por diversos computadores que estão espalhados mundo, alguns deles são responsáveis pelo armazenamento de determinados dados, outros são utilizados para o processamento de aplicativos ou então em interligar os recursos da empresa. O objetivo do Cloud Computing é que a partir de um dispositivo com acesso a rede uma fábrica possa ser supervisionada e até controlada. Imagine controlar a sua empresa de um smartphone enquanto se está em outro país para uma reunião. Agora imagine que outra pessoa tem acesso a esse smartphone enquanto você está ocupado.


Isso só é possível graças às tecnologias supracitadas de Internet das Coisas, os sensores e atuadores estariam ligados na rede, esta coleta as informações e analisa o mar de dados (Big Data) disponíveis e os processa para apresentá-los na tela do usuário através da interconexão de serviços de:

  • Manufacturing Execution Systems (MES) : controla o chão de fábrica;

  • Pacotes de gestão empresarial (ERP): registra atividades de estoques, fiscais e de recursos humanos.

  • Product Lifecycle Management (PLM) : gerencia o ciclo de vida do produto desde a sua concepção, passando pelo desenvolvimento e manufatura até a sua chegada ao mercado.

  • Fábrica digital: ambiente virtual para prototipagem e testes de produtos com simulações reais nos mesmos moldes das plantas físicas.

A Kartrak trabalha com todos estes serviços interconectados em uma única plataforma. Entre em contato!


Vemos que as possibilidades são grandes e também sabemos que com grandes poderes vem grandes responsabilidades. Para isso a computação em nuvem exige uma série requisitos de segurança que podem ser garantidos por empresas especializadas na gestão da informação. Uma vez que essa segurança está garantida a empresa que está utilizando desse sistema pode ficar tranquila que seus dados não serão lidos, negados ou sequestrados sem que tenha que investir nessa segurança, só não pode informar o PIN do smartphone por aí ou usar “senha12345”.


Ainda pode ficar incerto quais as vantagens de se ter toda a empresa interligada pela rede, de não se ter os servidores visíveis e emitindo barulho nas salas e dependendo da energia local para acessar determinada informação. Por isso aqui estão elencadas as 4 principais vantagens da implementação do Cloud Computing:

1. Monitoramento em tempo real: com um chip de radiofrequência (RFID) em cada material, e em cada produto o sistema pode monitorar desde a etapa da manufatura até a venda, em todas as suas unidades, podendo assim, otimizar transporte e produção.

2. Otimização de recursos: a partir do item anterior a empresa já vai ter uma visão estratégica de sua situação e pode identificar gargalos na produção, onde é possível reduzir tempos, aumentar a eficiência e a agilidade na tomada de decisões

3. Redução de custos: com as ferramentas de IoT e Big Data muitos problemas podem ser detectados antes mesmo que se tornem problemas, isso sem contar na economia óbvia de não ter computadores, roteadores e servidores no chão de fábrica, bem como não precisar fazer sua manutenção.

4. Maior eficiência operacional : O uso de sistemas citados nesse capítulo aumenta a eficiência de qualquer empresa, nem todos precisam ser implementados mas o retorno vem quanto mais vier os investimentos nessa área. Além disso, quando se faz a contratação de uma empresa de consultoria fica mais simples pois é só autorizar o acesso limitado que essa empresa vai ter da sua nuvem.

Por fim o conceito de fábricas digitais, ou smart factories, que seria a conjunção de todas as tecnologias citadas neste trabalho, uma versão digital da fábrica contendo todas as informações desde chão de fábrica aos colaboradores que estão de férias, trabalhando e quais EPI’s (equipamento de proteção individual) ou máquinas estão em uso no momento, tudo isso para ajudar na tomada de decisões estratégicas.

© KARTRAK 2016 

  • Facebook
  • Instagram
logo kartrak-01.png